Em MS, cerca de 70 mil estudantes fazem a segunda prova do Enem no domingo

Candidatos terão cinco horas para resolver questões de matemática ciências da natureza



A segunda prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é realizada neste domingo (10) e pelo menos 70 mil candidatos devem participar em Mato Grosso do Sul. A prova terá questões de matemática e ciências da natureza, as disciplinas que mais amedrontam os candidatos. Para os candidatos nervosos, especialistas alertam que agora não é hora de se desesperar nem de pegar pesado nos estudos.

Antes de qualquer coisa, os estudantes devem ficar atentos ao horário e aos locais de prova, que geralmente são os motivos de atraso dos candidatos. Outra dica é prestar atenção no que pode e o que não pode na hora da prova. O Enem está mais rigoroso neste ano e um erro bobo pode terminar em desclassificação. Um exemplo é o celular: se ele emitir som durante a prova, mesmo no envelope lacrado, é eliminação na certa.

Para quem estiver em dúvida sobre o que levar, a caneta é o único material permitido. Ou seja, estudantes podem deixar lápis, borracha e apontador em casa. Outro detalhe importante é a cor da caneta. Esqueça o meme da caneta azul, o Enem só permite o uso da caneta preta.

Outra regra importante é sobre o lanche para a hora da prova. De acordo com as regras da prova, quem não permitir que o fiscal de prova vistorie o lanche levado à sala de prova também pode ser punido com eliminação.

A dica do Ministério da Educação para os alunos é que antes de entrar na sala, guardem os objetos não permitidos no envelope porta-objetos, feche o lacre e deixe debaixo da sua cadeira até terminar a prova. Os candidatos ainda devem conferir com atenção os dados no cartão-resposta e na folha de redação, além dos dados na ficha de coleta do dado biométrico.

“Destaque, com muito cuidado, o cartão-resposta/folha de redação e a folha de rascunho do caderno de questões. Eles não poderão ser substituídos se forem danificados”, orienta MEC.

Vale estudar na véspera da prova?

A dois dias segunda prova, não há muito tempo para estudar o conteúdo. Em entrevista à Agência Brasil, o professor de matemática Leonardo Simões explica que os estudantes devem fazer o que os deixa mais tranquilos.

“Cada estudante tem um método. Alguns relaxam estudando e alguns saindo. Tem que identificar o que mais satisfaz para a realização do exame no domingo”, diz. Para quem se sente melhor preparado estudando, uma dica é fazer questões de provas antigas.

As regras do Enem são as mesmas do último domingo. Os portões abrem às 11h e fecham ao meio-dia em MS. Os candidatos têm cinco horas para a realização da prova. Quem faltou no primeiro dia até pode participar da segunda prova, mas o exame servirá apenas para a autoavaliação, ou seja, não pode ser utilizado para ingresso em uma universidade.


COMENTÁRIOS