Assumindo o que nos compete



Embora o desânimo que toma conta de alguns corações, sempre haverá razão para se acreditar na melhora do nosso mundo.

Basta olhar para o sol, e tudo parece clarear.

Contamos com uma nova geração cheia de conceitos e ideias, almas iluminadas que retornam ao mundo para ensinar como realizar o que aspiramos.

Vejamos o exemplo do menino de oito anos que, preocupado com tanta gente passando fome, montou um centro de doação de alimentos, em sua cidade, na Inglaterra.

A mãe do pequeno Ronnie Hazlie disse que ele não conseguia acreditar que algumas pessoas não tinham o que comer.

Recentemente, Ronnie arrecadou significativa quantidade de alimentos, que foi doada a organizações da região de Gosport, de Hampshire, segundo o jornal The Telegraph.

A mãe de Ronnie disse que o garoto incomodou todo mundo que conhecia com pedidos de doação.

Criaram um evento no facebook para arrecadar alimentos, e foram recebidas contribuições do país inteiro.

Ideias e movimentos pró-ativos vindos de uma criança de apenas oito anos, nos reacende a esperança.

Passamos, sim, por momentos de apreensão e medo.

A todo instante, nos chegam informações variadas sobre catástrofes, guerras, fome, violência.

Esses fatos geram angústia, depressão, pensamentos negativos. E nos questionamos: para onde estamos caminhando?

Reconhecemos que este é o momento de grandes mudanças no planeta.

Existem energias negativas e deletérias pairando na atmosfera espiritual do planeta e influenciando as atitudes das pessoas.

Manifestam-se exacerbados o orgulho e o egoísmo, em luta pelo ter, pelo poder, em detrimento das necessidades prementes da população em geral.

No entanto, existem igualmente, grandes avanços nas áreas científica e tecnológica, proporcionando alívio para muitas dores.

Observamos que aos poucos vão sendo descobertas curas para certas doenças que eram consideradas incuráveis.

Embora de forma lenta, nosso mundo vai somando melhorias, tornando a vida física mais viável, mais confortável.

Mas, com relação ao nosso íntimo, constatamos que ainda estamos buscando resultados fora de nós, esquecendo de olhar para nossa intimidade, onde se encontram as raízes dos tantos males que se manifestam na Terra.

Ainda não percebemos que trazemos em nós mesmos o antídoto para o que nos aflige.

O correto proceder, o trabalho no bem, o pensamento em sintonia com Deus, o olhar atento ao nosso redor para cooperar no atendimento às necessidades alheias.

Importante lembrarmos que Jesus é o condutor de nosso planeta. Ele nos afirmou que nenhuma das ovelhas que o Pai lhe confiou se perderá.

Confiemos em Deus, trabalhando, orando e melhorando nosso interior.

Somos moradores desta Terra. Quando melhorarmos nossos hábitos e nos dispusermos a amar mais, a colaborar mais, a pensar no outro, não somente em nós, estaremos no caminho certo para a construção de um mundo melhor.

Compreenderemos, enfim, que o mundo melhor depende apenas de cada um de nós. E algumas crianças nos recordam disso, com seus exemplos.

Redação do Momento Espírita, com relato
de fato da vida de Ronnie Hazlie.
Em 27.7.2019.


COMENTÁRIOS


  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9