Coordenadora do Hemosul destaca importância do 'Junho Vermelho' para a doação de sangue em MS



A coordenadora do Hemosul, Marli Vavas, destacou na manhã desta terça-feira (4), em entrevista ao "Papo das Seis", do Bom Dia MS, a importância da mobilização e o aumento da conscientização da população para a doação de sangue em razão do "Junho Vermelho".

"O 'Junho Vermelho' nasceu justamente por isso. Porque durante o período de férias escolares caem muito os estoques de sangue. Então essa ação acontece não somente em Mato Grosso do Sul, mas no Brasil todo. E graças a essa mobilização não temos tido mais problemas neste período", ressaltou.

Marli destacou que ainda que somente por meio da conscientização da população vai aumentar o número de doadores de sangue no país. "Temos que conscientizar melhor nossa população. Porque o sangue é um medicamento. É um remédio que não é fabricado. Então, cada um de nós é uma pequena fábrica de medicamentos. Somente nós humanos podemos fazer isso. Então, temos de ter consciência e fazer essa doação".

A coordenadora do Hemosul ressaltou ainda a doação deve ser voluntária, altruísta e anônima. "A pessoa que vai doar não deve pensar nas vantagens que se tem. Algumas instituições estão oferecendo essas vantagens, como, por exemplo, isentar do pagamento da taxa de inscrição de concursos, mas esse não deve ser o motivo para a pessoa ser doadora. Ela deve ser voluntária para ajudar, ser um doador de coração".


COMENTÁRIOS


  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10