Polícia apreende quase 2 toneladas de maconha entre Dourados e Laguna Carapã

Um deles conduzia um caminhonete Toyota Hillux, de cor prata, com placas de Dourados, lotada de maconha. Já o outro homem é suspeito de agir na condição de 'batedor' e estava conduzindo um Fiat Strada


Por Noticiasvip

Dois homens foram presos na terça-feira (7) em Dourados pelo crime de tráfico de drogas. Um deles conduzia um caminhonete Toyota Hillux, de cor prata, com placas de Dourados, lotada de maconha. Já o outro homem é suspeito de agir na condição de 'batedor' e estava conduzindo um Fiat Strada, também com placas do município. O flagrante ocorreu durante uma fiscalização da PMR (Polícia Militar Rodoviária) no KM 040 da Rodovia MS-379 no trecho entre Dourados e Laguna Carapã.

Conforme o boletim de ocorrência, o motorista da Hillux não acatou a ordem de parada e fugiu em alta velocidade no sentido Dourados. Começou então uma perseguição policial que durou cerca de 2 km, o condutor ao perceber que seria alcançado e abordado, imobilizou o veículo que conduzia a margem da via e se entregando.

Em vistoria na carroceria e nos bancos traseiros do veículo, a polícia encontrou diversos tabletes de maconha e além disso, no banco dianteiro do passageiro havia um radio amador , sendo que através deste rádio foi possível ouvir que o condutor de um segundo veículo que pelos dizeres era possível saber que se deslocava no mesmo sentido e logo atrás da HILLUX pois se dizia '...Estou passando a bola da usina (referindo se a rotatória da Usina São Fernando) estou logo atrás de você acelera, oba oba...'.

A Polícia resolveu abordar o veículo que vinha se aproximando, sendo este o único que seguia logo atrás da Toyota, o condutor assim que percebeu a presença policial e que seria abordado disparou pela janela do passageiro em meio a vegetação um objeto que pelo tamanho aparentava ser um rádio amador, porém não foi possível localizar, pois a vegetação era muito alta, assim que abordado.

Sem ao menos saber do que se tratava a abordagem o condutor da Strada declarou que não sabia e nem tinha nada a ver com o condutor e nem com o que era transportava. Em continuidade as vistorias e verificações já no espaço físico da BOpRv de Dourados, foram feitas junto ao SGI checagens dos dados de identificação dos veículos, sendo que através dos caracteres alfanuméricos do CHASSI da caminhonete ficou constatado que ela foi roubada no dia 01 deste mês em Brasília-DF.

Questionado sobre os fatos o condutor da Hillux declarou saber que a caminhonete era produto de roubo e que já pegou o veículo carregado e com a droga e com a chave de ignição no contato em um posto de combustível o qual não soube dizer o nome, posto este situado em Ponta Porã e que deixaria o veículo também com a chave no contato estacionado no pátio de um posto de combustível próximo ao Trevo da Bandeira em Dourados de onde ele seria retirado por uma pessoa que declara não conhecer. Para realizar o serviço, declarou que receberia a quantia de R$ 5 mil assim que chegasse no destino.

A droga após contada e pesada totalizou em 1.954 quilogramas divididos em 2.262 (Dois mil duzentos e sessenta e dois) tabletes. O homem disse a equipe policial que não conhece o condutor da strad, porém a versão não condizia com a ocasião, sendo observado em dado momento uma conversa acentuada e coesa entre as partes sobre a dispensa de seus aparelhos telefônicos e se a equipe policial havia localizado os aparelhos em questão, pois ambos tiveram a mesma iniciativa de lançar fora do veículo os telefones que possuíam, por certo com intuito de ludibriar a fiscalização e ou dissipar qualquer tipo de ligação entre si.

Eles foram presos e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Dourados. Com informações, MS News.


COMENTÁRIOS


  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9