Em operação, Polícia Civil de Laguna Carapã cumpre mandados de prisão de foragidos da Justiça


Por Da redação

Tendo em vista “A Operação PC27”, os policias civis de Laguna Carapã, na manhã desta quarta-feira (24), efetuaram duas prisões de homens que estavam foragido da justiça.

O primeiro mandato de prisão a ser cumprido foi de um indígena de 22 anos, que foi preso na aldeia Guassuty em Aral Moreira, ao perceber a presença policial tentou fugir mais foi capturado.

O jovem Indígena, responde por feminicídio tentado, estrupo, tráfico de drogas e estava foragido deste de 2018. Ele teria cometido a maioria dos crimes na Aldeia Guaimbé em Laguna Carapã.

Outro mandato de prisão foi de um Jovem de 30 anos que possui uma mandato de prisão por lesão corporal e cumpria o regime semiaberto.

Operação PC27

A Operação PC27, foi realizado em todos os 27 estado do pais, desencadeada pelas Polícias Civis. Ação visou prender foragidos da justiça por terem praticados crimes graves, com homicídios, latrocínios e estupros.

Ao final da tarde desta quarta, a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, através da Delegacia Geral apresentou o balanço final da Operação PC27.

Mato Grosso do Sul foi o terceiro Estado com o melhor desempenho, ficando atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro, conforme balanço final.

De acordo com o levantamento foram presas 193 pessoas, sendo: 121 por sentença condenatória; 23 por prisão preventiva, 49 presos em flagrante. Vinte e dois adolescentes foram apreendidos, sendo 3 por decisão definitiva, 10 por decisão provisória e 9 em flagrante, totalizando 215 pessoas presas e apreendidas.

Foram cumpridos ainda 6 mandados de busca e apreensão, além da apreensão de 8 armas de fogo.

Os policiais conseguiram apreender também 3.271 quilos de maconha; 211,3 gramas de cocaína; 14,2 gramas de crack.

Ao todo, 583 policiais participaram da operação, que envolveu ainda 184 viaturas para o cumprimento dos mandados de prisão.


COMENTÁRIOS


  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10