• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Exercendo a solidariedade



São admiráveis os exemplos de solidariedade que constatamos em nossos dias.

Quando muitos dizem viver em um mundo em que cada qual busca apenas a própria felicidade, nos deparamos com ações que nos levam a perceber como o ser humano tem bondade em seu coração.

Em uma cidade do Estado do Mato Grosso, um grupo de alunos estava terminando o curso de agropecuária.

Durante todo o ano haviam realizado eventos a fim de reunir o montante suficiente para comemorar a formatura com uma viagem.

Planejavam ir a um parque de águas quentes, em Barra do Garças, no mesmo Estado.

Um dos colegas se sobressaía pela alegria por ter sido selecionado para o programa Jovem Aprendiz.

Porém, os exames laboratoriais a que se submeteu para ingressar no programa, revelaram sérias anomalias no sangue.

As preocupações logo se apresentaram na família e entre os colegas. A recomendação médica indicou a necessidade de procurar um especialista, a fim de receber atendimento específico.

Ante o quadro preocupante, os formandos tomaram uma decisão: cancelaram a viagem de formatura e doaram todo o dinheiro arrecadado para o tratamento do colega.

Além disso, se propuseram a se empenhar em novas ações com o objetivo de angariar os recursos necessários para custear o tratamento.

Essa disposição que beneficia uma pessoa que passa por momentos difíceis se chama solidariedade.

Não se manifesta somente pelo sentimento, mas, sobretudo, pela ação, que tem a finalidade de consolar, confortar, ajudar.

Quando nos conscientizarmos de que somos todos iguais perante o Pai Celestial, o sentimento solidário nos unirá mais fortemente e nos sentiremos mais felizes.

Cada um buscará colaborar para suprir aquilo de que o próximo necessite, formando um círculo de solidariedade.

Veremos então que não mais haverá abandonados, nem privilegiados, mas uma sociedade irmanada pelos sentimentos de fraternidade e solidariedade.

Vivenciando a solidariedade, perceberemos que ela nos habilita a deixarmos de pensar apenas em nós mesmos e em nossos interesses para nos colocarmos à disposição do outro.

E nos convida ainda, a abrirmos mão de alguma satisfação pessoal em benefício do bem-estar do próximo.

Agindo dessa forma, gradativamente venceremos o egoísmo, alargaremos nossa percepção do outro e descobriremos o prazer de amar.

A vivência da solidariedade nos permite descobrir e cultivar o que há de melhor em nós mesmos e nos fortalece para enfrentarmos nossas próprias dificuldades.

Permite ainda sermos felizes proporcionando a felicidade alheia, que contagia mais e mais pessoas.

Jesus lecionou o amor e exemplificou a preocupação com a dor alheia.

Sua mensagem continua a nos chamar à comunhão e à consolação.

Felizes os que podemos ser solidários, os que servimos e amamos ao Senhor amando as Suas criaturas, operários que somos todos de um amanhã ditoso.

Felizes porque todo o bem que proporcionamos ao próximo é bem para as nossas próprias vidas.

Redação do Momento Espírita

a partir de fatos.
Em 2.3.2019.


COMENTÁRIOS


  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9