• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

VÍDEO: ‘Em 2 minutos acabaram com o Natal da minha família’, diz primo de jardineiro atropelado

Imagens mostram briga e momento em que homem atropela jardineiro


Por Midiamax

Jardineiro foi atropelado na véspera de Natal (Foto: reprodução)

Imagens de câmeras de segurança de comércios do bairro Nova Lima, em Campo Grande, registraram o momento em que o jardineiro Jefferson Moreira, 37 anos, foi atropelado pelo motorista de uma picape Peugeot Hoggar, na manhã da véspera de Natal (24). Pelas imagens é possível ver a discussão de trânsito que terminou com a morte de Jefferson.

O motociclista morreu após ser derrubado e atropelado por carro no Nova Lima. Durante o velório do jardineiro, na manhã desta terça-feira (25), na capela do cemitério São Sebastião, a família estava muito abalada. O primo de Jefferson, Fábio da Silva Ruiz, 27 anos, foi o único a conseguir conversar sobre a tragédia. Ele contou que foi criado com o jardineiro e que eram como irmãos. “Em dois minutos acabaram com o Natal da minha família”, lamenta Fábio.

Nas imagens é possível ver que a picape era conduzida por uma mulher. O homem sai de uma borracharia e entra no veículo no banco do carona. A mulher então dá partida no carro, que estava estacionado na contramão da via, e bate na motocicleta de Jefferson – que seguia no sentido normal da via.

O jardineiro desce da motocicleta e volta em direção ao veículo, que parou a poucos metros, no cruzamento da rua Jerônimo de Albuquerque com a avenida Abrão Anache. O motociclista e atropelador discutem e é possível ver que Jefferson tenta retirar a chave da ignição da picape e também levanta o capacete em direção ao homem, porém, não houve agressão.

Em seguida, a mulher vai para o banco do carona e homem entra na picape e atropela o jardineiro. O trânsito estava tranquilo no local no momento do acidente. “O cara poderia ter saído. Dá a entender que foi intencional”, diz o primo.

Ainda segundo o primo de Jefferson, o responsável pelo atropelamento é conhecido no bairro e está foragido. “Espero que a Justiça dos homens faça a sua parte e peço que parentes e amigos não tentem fazer Justiça com a próprias mãos”, diz.

O acidente aconteceu logo após Jefferson deixar a mulher no trabalho. Como era jardineiro autônomo, ela perguntou se ele faria algum trabalho de jardinagem naquela manhã. A resposta foi que, por ser Natal, ele trabalharia no jardim da casa deles. O casal ainda não tinha filhos.


COMENTÁRIOS


  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9