• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Douradense perde R$ 30 mil em joias ao cair no golpe do falso prêmio da loteria

Mulher de 53 anos caminhava por rua de bairro nobre de Dourados quando foi abordada por golpistas, uma delas apresentando-se como professora


Por 94fmdourados

Uma mulher de 53 anos, moradora na Vila São Francisco, área nobre de Dourados, procurou a polícia nesta quinta-feira (8) após perder R$ 30 mil em joias no golpe do falso prêmio da loteria. Durante a manhã, enquanto caminhava pela Rua Olinda Pires de Almeida, próximo à Reitoria da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), ela foi envolvida pela conversa de duas golpistas. 

Conforme o registro da ocorrência, a vítima foi abordada por uma mulher bem vestida que pediu ajuda para encontrar um endereço no intuito de conferir um bilhete supostamente premiado em loteria. Enquanto elas conversavam, outra mulher, também com bons trajes, apresentou-se como professora e prontificou-se a ajudar. Forjou ligar para um amigo na Caixa Econômica Federal onde disse ter confirmado que aquele papel nas mãos da primeira golpista de fato tinha os números sorteados. 

Em meio à euforia do momento, a mulher que se passou por professor propôs que fossem em seu carro, um Ônix de cor prata, ao Banco do Brasil para sacar o prêmio. A primeira golpista disse precisar de um garantia das duas outras por receio. Foi quando a vítima dirigiu-se à própria casa e pegou joias para levar.

As três foram até uma agência bancária da cidade, onde a “golpista premiada” entrou e posteriormente saiu com uma sacola cheia de dinheiro. Já no carro, disse para vítima entrar e pegar o restante das notas que ainda restariam a ser retiradas do banco. Contudo, a mulher de 53 anos deixou as joias no carro e somente depois de entrar no local desconfiou; era tarde e as golpistas já haviam fugido. 

A vítima relatou à polícia que as joias eram, em sua maioria, de uma filha, e avaliadas em R$ 30 mil.


COMENTÁRIOS


  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9