• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Reinaldo e Odilon disputarão o Governo de Mato Grosso do Sul no 2º turno

Votação está marcada para o dia 28 de outubro


Por Midiamax

Com 95% das urnas apuradas em Mato Grosso do Sul, os candidatos Reinaldo Azambuja (PSDB) e Odilon de Oliveira (PDT) se enfrentarão no segundo turno. Em primeiro lugar, até o momento, ficou Reinaldo com 44,64% e o pedetista Odilon com 31,73%.

Pesquisa DATAmax divulgada neste sábado (6) previa segundo turno entre os dois candidatos. Na intenção de voto espontânea, Reinaldo aparecia com 34,5% e Odilon de Oliveira com 22,2%.

O segundo turno das eleições está marcado para o dia 28 de outubro.

Biografias

Reinaldo

Reinaldo Azambuja nasceu em Campo Grande (MS) em 13 de maio de 1963. Os pais, Roberto e Zulmira, eram produtores rurais no município de Maracaju. O governador estudou no Colégio Dom Bosco e depois de um intercâmbio de um ano nos Estados Unidos, começou sua faculdade na FUCMAT (atual UCDB).

Neste período de faculdade, seu pai adoeceu, veio a falecer e Reinaldo se mudou para Maracaju para ajudar a mãe a dar continuidade nos negócios da família.

Em Maracaju, Reinaldo se casou com Fátima. O casal tem três filhos – Rafael, Tiago e Rodrigo – e dois netos, João Pedro e Leonardo. Ainda em Maracaju, Reinaldo intensificou sua atuação no ramo do agronegócio. Sua carreira política começou em 1996, como candidato à prefeito pelo PSDB. Foi eleito e reeleito.

Venceu em 2006 as eleições para o cargo de deputado estadual, quando atuou na Assembleia Legislativa até 2010. Foi eleito deputado federal e em 2012 foi candidato à Prefeitura de Campo Grande. Em 2014 foi eleito governador.

Odilon

Odilon de Oliveira nasceu no município de Exu, interior de Pernambuco, em 1949. Filho de pais lavradores, trabalhou na roça desde pequeno e foi alfabetizado em casa, só aos 16 anos. Aos 17 foi à escola e aos 29 anos se formou em Direito.

Por meio de concurso se tornou procurador federal (1979-1981), promotor de justiça (1981-1982), juiz de direito (1982-1986) e juiz federal (1987). Durante a magistratura, condenou traficantes e atuou para desmontar quadrilhas especializadas em lavagem de dinheiro.


COMENTÁRIOS


  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10