• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

O Cursilhista Adorador, Por Tiago Vasques



Caros amigos... Paz de Jesus e o amor de Maria Santíssima para todos! Que tal refletirmos?

O presente artigo é mais voltado para a família cursilhista, foi escrito apenas para fins reflexivos e nasceu de um diálogo entre dois amigos há algum tempo atrás.

Ao conversarem sobre o movimento, os dois notaram que viam a mesma necessidade dentro do MCCB – Movimento de Cursilhos de Cristandade do Brasil.

Mas qual necessidade?

 Necessidade do surgimento de “Cursilhistas Adoradores”, em virtude da sede de Deus que a humanidade apresenta atualmente e em razão do pedido que a própria igreja nos faz com relação ao exercício de “Adoração ao Santíssimo” com maior frequência em suas pastorais e movimentos.

Mas antes de falarmos de maneira mais abrangente sobre esse assunto, vamos ver segundo a nossa Igreja Católica e de acordo com a Palavra de Deus, o que significa a palavra “Adorar e/ou Adoração”?

Vejamos:  “A.18 ADORAÇÃO - A.18.1 Adoração de Deus, ato principal da virtude da religião conforme Deus - §2096 A adoração é o primeiro ato da virtude da religião. Adorar a Deus é reconhecê-lo como Deus, como o Criador e o Salvador, o Senhor e o Dono de tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso. "Adorarás o Senhor, teu Deus, e só a Ele prestarás culto"- (Lc 4,8), diz Jesus, citando o Deuteronômio (6,13) - §2628 A adoração é a primeira atitude do homem que se reconhece criatura diante de seu Criador. Exalta a grandeza do Senhor que nos fez e a onipotência do Salvador que nos liberta do mal. É prosternação do Espírito diante do "Rei da glória" e o silêncio respeitoso diante do Deus "sempre maior". A adoração do Deus três vezes santo e sumamente amável nos enche de humildade e dá garantia a nossas súplicas.”

 - (Catecismo da Igreja Católica/Site: Catecismo de az.) -

Sabendo disso, sendo eu, um simples e humilde  Cristão Católico Leigo, que encontra-se em uma busca incessante para evangelizar e levar um pouco de Jesus Cristo para as pessoas, mesmo sendo sabedor de meus pecados e imperfeições, mas acreditando fiel e firmemente na bondade grandiosa, misericórdia infinita e no amor sem limites de Deus por minha pessoa e por todos nós, acredito que dado a essa “sede de Deus e de Evangelização” – a qual se acentua cada vez mais, nos dias de hoje, por parte de todos, percebo que nós enquanto Cursilhistas mais precisamente falando, precisamos exercitar, na pratica a Adoração ao Santíssimo Sacramento, dentro de nossos setores, escolas vivenciais, retiros e/ou até mesmo em nosso cotidiano, a fim de que possamos ser agraciados por Deus, em razão, dos inúmeros abundantes benefícios que o referido ato nos traz.

Vejamos alguns deles:

 Nos fortalece e renova dia após dia, em busca de vivermos bem, a nossa Vida, Caminhar de Cristão Cursilhista; Faz com que o nosso Testemunho de Vida, "sirva de exemplo" - para os demais; Traz pra nós através de Deus e por meio de nossa Fé Nele, Curas, Bênçãos e Graças as quais, nós verdadeiramente necessitamos; Possibilitando-nos, vivermos bem o nosso cursilho, todos os dias;

 Digo isso, pois é evidente que o ato de Adorarmos ao Santíssimo, significa estarmos frente a frente com o próprio Jesus Cristo Vivo, podendo conversar, nos colorar em Oração de maneira humilde, e sincera, onde assim, iremos aumentar o nosso relacionamento de intimidade e amizade para com Ele.

E estarmos motivados mutua e constantemente, para de fato, estarmos capacitados, preparados e prontos, a fim de servirmos alegremente a Deus e ao próximo como instrumentos nas mãos Dele, para toda e qualquer Missão que o próprio Deus nos enviar.

Onde com isso, podemos nos fazer pessoas novas dia-dia, e também em virtude de tão sublime ato, Deus faz em nós, "Nova todas as coisas." - Cristo Jesus, afirma-nos isto em tua Palavra, quando nos diz:

   "Não vos lembreis mais dos acontecimentos de outrora, não recordeis mais as coisas antigas, porque eis que vou fazer obra nova, a qual já surge: não a vedes? Vou abrir uma via pelo deserto, e fazer correr arroios pela estepe." - (Isaías, 43,18-19)

 - Bíblia Católica Online –

 Renovando dentro de cada um de nós, a perseverança e a fé em Deus que temos, onde desta forma o próprio Deus irá fazer brotar em nós, os Dons doados para nós por Ele, dons esses, que muitas vezes, nem nós, somos sabedores de que temos tais dons, e que devemos colocar a serviço do Pai, do nosso próximo e em prol da evangelização e também em favor da construção do Reino de Deus que se faz necessária de maneira cautelosa, equilibrada, ousada e alegre nos dias de hoje, no meio que vivemos.

Acredito que se o MCC exercitar o ato de Adoração ao Santíssimo Sacramento com mais frequência nos ambientes os quais, nós cursilhistas estamos inseridos, cumpriremos com maior eficácia, o nosso carisma e finalidade.

Podendo responder e praticar a Fé ardorosa que se faz presente em nós e Fé esta, que todos nós carregamos em nosso coração.

Tudo isso, fará com que respondamos de forma concreta e positiva o pedido que o nosso Papa Francisco nos faz que é o de sermos e agirmos como parte atuante de uma Igreja Missionária, em saída, Jovem e Viva, que é sim, sem dúvida alguma, capaz de levar e mostrar com a amor, equilíbrio, respeito, simplicidade, humildade, esperança, perseverança, fé e alegria a nossa Igreja e toda sua riqueza, a Fé em Deus a qual professamos e principalmente o Deus Pai, Filho e Espirito Santo (Santíssima Trindade) - que trazemos em nós e em nosso viver, Deus este, que precisa ser mostrado onde e a quem se fizer necessário.

É importante que possamos vir realizar com maior frequência, o ato de Adoração ao Santíssimo Sacramento sim, mas sem nos esquecer de exercitar e praticar o Pilar do Peregrino no Caminhar de Cristão Cursilhista.

"...O exercício da Adoração ao Santíssimo Sacramento, fonte de vida, sabedoria e Santidade, nos conduzirá a prática cada vez mais ardorosa do nosso Tripé de Cristão... Portanto, é certo afirmar que após a adoração, certamente nós sairemos em missão ainda mais firmes e fortes!"

Desta forma, não iremos nos desviar da metodologia, pedagogia, queriguima e nem mesmo, principalmente da essência do nosso tão amado MCC, essência essa, que deve manter-se, e será sempre preservada por nós.

Por fim, encerro este artigo com a letra de uma linda canção chamada: “Coração Adorador” – Banda Dom.

Canção esta, que foi também um dos motivos que me fez redigir, e refletir sobre o tema reflexivo, ora, aqui por minha pessoa proposto, me permitindo ver, o quanto precisamos de Deus, precisamos servi-lo, o quanto somos amados por Ele e o quanto muitos ainda, precisam conhecer e ama-lo, como nós o conhecemos e o amamos.

Ainda, a referida música, retrata o dialogo sincero de amor fraterno entre um “servo adorador” e o próprio Deus. Vejam só que lindo dialogo:

 - “Derrama sobre mim, teu Espírito Senhor, vem preencher meu coração, faz-me forte e fiel um servo Teu. Tua mão desceu sobre mim, E me retirou da escuridão. Deu-me mãos e voz de profeta, deu-me um coração adorador. Tua mão desceu sobre mim, e me retirou da escuridão. Deu-me mãos e voz de profeta, deu-me um coração adorador.

Derramo sobre ti, meu Espírito de amor. Vou preencher teu coração, te faço forte e fiel, um amigo meu. Minha mão desceu sobre ti. E te retirei da escuridão, dei-te mãos e voz de profeta, dei-te um coração adorador.” (Coração Adorador – Banda Dom) –

Finalizo as minhas palavras, dizendo que escrevi este artigo, principalmente em razão, de uma vontade que veio do meu coração e me levou ter para comigo mesmo, está linda e eficaz reflexão.

Sobretudo, escreve-lo, motivou-me a continuar o meu viver e caminhar de Cristão, e a canção a qual descrevi nestas linhas, é ao meu ver, uma oração que nos faz pedir a Deus, para que Ele continue a caminhar conosco, e nos permita, recomeçar, buscar e seguir a diante, sempre, agradece-lo e ouvir Dele mesmo, que:

“Ele, irá sempre caminhar conosco, nos fará e nos faz forte, fiel e um verdadeiro amigo seu.

Onde nos afirma que nos quer a serviço Dele, e para isso nos concedeu voz e mãos de servos, profeta e principalmente, concedeu-nos, um coração adorador."

E com isto, nos faz, acreditar que Ele (Deus) nos AMA sem medida, para sempre e nunca, jamais irá nos abandonar, pelo contrário, permanecerá para com todos nós, no decorrer de toda a nossa vida e também por toda a eternidade, única e exclusivamente por amor incondicional a nós.

Eu acredito nisto. Acredite você também!

Da mesma maneira, que Deus me levou a refletir através deste texto e tocou o meu coração, neste instante, Ele, chama-o a refletir também, deixando-se assim, ser por Ele tocado, sentindo em nosso coração e em nossa vida, o quanto somos e seremos sempre, Amados por Ele!

Por fim termino essa reflexão, usando as palavras ditas pelo fundador da comunidade católica canção nova, que com a sinceridade, simplicidade de seu coração e de maneira muito humilde nos ensina o seguinte:

 "O Senhor escolheu os menores, os mais pecadores e desclassificados. E uma vez que o senhor nos escolheu, é preciso ser fiel. Só conseguiremos ser fiéis se a verdadeira adoração acontecer em nossa vida: vivendo a fidelidade a cada dia. Este é o segredo da fidelidade: viver bem em cada momento como se fosse o primeiro, ou único e o último momento. Estar por inteiro em tudo o que se faz por amor ao Senhor, porque são esses adoradores que o Pai deseja."

- (Mons. Jonas Abib) -

Boa leitura e uma ótima reflexão.

Que Deus nos Abençoe, Maria Santíssima nos ajude e proteja, hoje e sempre. Amém, assim seja!

DeCoLoReS, AvAnTe!

Seu amigo e irmão,

Tiago  da Silva Vasques


COMENTÁRIOS


  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9