• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Rede de 'financiamento' do tráfico é fechada e droga apreendida em Dourados

Segundo o delegado responsável, os envolvidos utilizavam uma garagem de veículos como uma espécie de “casa de penhor” para funcionamento do tráfico de entorpecentes na cidade


Por Dourados News

Três homens identificados como Thiago Henrique Benitez Pádua, 32, Cláudio Rodrigues, 43, e Carlos Vieira de Aguiar Júnior, 39, foram presos durante desdobramento de Operação Assepsia, deflagrada pela Polícia Civil de Dourados no dia 05 deste mês. 

O trio era responsável por traficar e financiar o tráfico de drogas na região. 

De acordo com apurado pelo Dourados News, Thiago Henrique foi autuado durante cumprimento de mandado de busca e apreensão, onde foram flagrados mais de 1 tonelada de maconha na residência do acusado. Ele estava na companhia da mulher, que não foi colocada na ocorrência. 

Foi apreendido também um carro GM Prisma de cor preta. 

A ação foi realizada nesta terça-feira (15/5) pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) e segundo o delegado responsável Rodolfo Daltro, a polícia tinha o conhecimento de que Thiago possuía uma caminhonete GM S10, porém, durante as apurações, descobriu-se que ele havia deixado o veículo em uma garagem de venda de carros, localizada na Avenida Coronel Ponciano, como garantia para empréstimo de dinheiro para compra de mais entorpecente. 

Os policiais foram até o local, identificaram os proprietários — Cláudio Rodrigues e Carlos Vieira — e durante vistoria no local, encontraram dois revólveres, muito dinheiro e vários documentos. 

Eles foram autuados por financiamento do tráfico de drogas.

Segundo Daltro, a finalidade da garagem não seria de comercialização de carro e sim como uma espécie de “casa de penhor”. A dupla recebia os veículos para assegurar os empréstimos de dinheiro com finalidade de aplicação no comércio ilegal de entorpecente.

Os investigadores foram também até a casa de Cláudio onde mais uma pistola foi encontrada e na em diligências na residência do sócio Carlos, mais dinheiro e outros documentos foram apreendidos confirmando a hipótese de ilegalidade da garagem.

Os empresários foram autuados e Cláudio também recebeu flagrante por posse ilegal de arma de fogo. 

Policiais apreenderam durante a ação, dois carros — GM Prisma e S10 —, computador, três pistolas, munições, dinheiro, documentos, celulares, talões de cheques e 1,3 tonelada de maconha. Carlos responderá pelo 'financiamento' do tráfico. 


COMENTÁRIOS


  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9