• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

VÍDEO: Bombeiros registram recorde de invasão de cobras em cidade do interior de MS

Cobras representam 66% dos animais silvestres encontrados em Corumbá neste ano


Por Midiamax

Caninana foi encontrada no quintal de um corumbaense. (Foto: Corpo de Bombeiros de Corumbá)

As cobras estão tomando conta de uma cidade no interior de Mato Grosso do Sul. Localizada a 429 km de Campo Grande, a área urbana de Corumbá já virou cartão de visita de cobras, que vão desde jiboias, caninanas e até jararacas. Na quarta-feira (9), o animal da espécie caninana foi encontrado em uma residência da cidade.

O corumbaense encontrou a espécie em seu quintal e impediu que entrasse na casa com a ajuda de um rastelo. “Esta espécie é diferente das outras porque é muito rápida e é muito difícil de capturar. Ela não é venenosa, mas dá muito medo das pessoas por conta da velocidade”, afirma o sargento André Marti, do Corpo de Bombeiros do município.

A caninana tinha cerca de um metro e meio de comprimento e, após ser contida pelo morador, foi capturada pelo Corpo de Bombeiros e solta em uma área de proteção ambiental. Segundo o sargento, a espécie é uma das mais comuns de serem encontradas.

113 cobras capturadas em Corumbá

As cobras são maioria entre os animais silvestres encontrados na área urbana da cidade. Dos 171 animais encontrados pelo Corpo de Bombeiros, 113 eram cobras – 66% do total. No mesmo período do ano passado, 122 animais silvestres foram encontrados. “Uma das situações mais inusitadas foi quando encontramos uma cobra dentro de um ar condicionado Split, tivemos que desmontar o aparelho para conseguir retirar o animal”, conta o sargento Marti.

O sargento afirma que a presença delas nas casas não é tão comum, mas se tornou frequente devido ao período de chuvas no começo deste ano. “Geralmente, elas não entram em casas e são encontradas próximas ‘bocas de lobo’. A situação mudou devido às chuvas, o habitat natural alagou e elas vêm para a área urbana em busca de abrigo e alimento. Normalmente, encontramos mais espécies inofensivas, mas já chegamos a capturar até jararacas”.

A orientação para os moradores é manter distância e ligar para o Corpo de Bombeiros quando se deparar com um animal silvestre.



  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9