• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Casal e filho de cinco anos ficam reféns de bandidos armados

Bando conhecia rotina da família e exigia um malote com dinheiro


Por Midiamax

Uma família foi rendida e feita refém por cinco homens armados com pistola na noite desta terça-feira (8), no Jardim Anache, região Norte de Campo Grande. As vítimas, que são proprietárias de um comércio, relataram ter vivido momentos de terror nas mãos dos bandidos.

Os criminosos conheciam a rotina da família e exigiam a entrega de um malote com dinheiro. Além da família, um entregador de lanches também foi vítima dos bandidos.

Segundo informações do registro policial, o comerciante de 29 anos, depois de fechar seu comércio, uma casa de carnes, foi para sua casa e de lá pediu um lanche. Quando saiu para pegar a entrega, foi rendido por cinco bandidos, sendo que quatro deles estavam armados com pistola. Os criminosos obrigaram a vítima e o entregador a entrar na residência.

Os bandidos, segundo, relatos da vítima, sabiam da rotina da família, pois diziam que sabiam onde o filho de cinco anos da vítima estudava e exigiam a entrega de um malote com dinheiro e a chave do cofre.

O comerciante disse aos bandidos que não possuía cofre em casa, então eles pediram o dinheiro que eles haviam adquirido no dia, pois eles sabiam que tinha. A vítima informou que o dinheiro havia ficado no açougue.

Os autores, então prenderam todos, inclusive o entregador de lanche no quarto da residência junto com a esposa de 28 anos, e o filho do casal de cinco anos. Com os três presos no quarto, ficaram três criminosos tomando conta e dois seguiram com o comerciante até o açougue. Lá, ele foi obrigado a abrir o comércio, de onde roubaram cerca de R$ 12,5 (doze mil e quinhentos reais).

Após pegarem o dinheiro, eles retornaram para a casa para roubar uma televisão, as alianças do casal e um celular. Todos foram trancados no quarto e os bandidos fugiram, deixando o carro da família no local.

Após algum tempo as vítimas abriram a janela e conseguiram sair e acionaram a polícia. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento) Centro.



  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10