• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Saiba dicas sobre previdência e qual a hora de investir


Por Correio do Estado

É preciso seguir algumas regras para investir corretamente - Foto: Divulgação

Com as mudanças sinalizadas pelo governo federal em relação ao sistema da Previdência Social no País, que pode vir a sofrer alterações que afetam a vida dos trabalhadores aposentados, muitas pessoas passaram a cogitar o fundo de previdência privada como opção de investimento a longo prazo.

Trata-se de uma maneira de complementar o benefício do INSS e, quem sabe, garantir uma aposentadoria mais confortável, com possibilidade de renda acima do teto do regime geral, que hoje é de R$ 5.645,80.

Mas as dúvidas surgem já no momento de escolher o tipo de plano. São duas categorias disponíveis: o PGBL e o VGBL. Parece complicado, mas, com a ajuda de um especialista, destrinchamos as diferenças, vantagens e desvantagens de cada uma das alternativas. 

O PGBL é mais indicado para pessoas que fazem declaração completa do imposto de renda. Isso porque, nessa modalidade, o imposto incide sobre o valor total a ser resgatado ou recebido sob a forma da renda. Já no caso do VGLB, o imposto de renda incidirá só sobre a rentabilidade.

O assessor de investimentos e planejador financeiro Fabiano Nunez Simões, de Campo Grande, destaca os pontos positivos de escolher o fundo privado como opção de investimento, citando por exemplo a praticidade envolvida no processo.

“A pessoa tem a opção de colocar um valor específico no débito automático para descontar mensalmente. O investidor ter essa disciplina, mesmo que seja ‘forçada’, traz muitos benefícios, pois ele vai contribuir regularmente”.


COMENTÁRIOS


  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10