• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Trabalhadores dos Correios paralisam por tempo indeterminado em Dourados

Cerca de 5 mil encomendas e 80 mil correspondências ficarão paradas nas unidades


Por Dourados News

Foto: Vinícios Araújo

Pelo menos 70% do quadro funcional dos Correios em Dourados está de braços cruzados nesta segunda-feira (12/3). Todos os setores, desde o recebimento à entrega, estão sendo afetados pela greve, que deve durar por tempo indeterminado.

De acordo com o vice-presidente do Sintect-MS (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios Telégrafos e Similares de Mato Grosso do Sul), Adriano Firmino Teles, a principal pauta é referente à proposta de ajuste do Acordo Coletivo entre a estatal e os trabalhadores.

“A empresa quer alterar nosso acordo coletivo antes da data base em julho. O principal ponto é a respeito do plano de saúde, em que estão querendo triplicar a mensalidade de coparticipação do trabalhador” afirmou.

Outro fator que motivou a greve é a resistência de novas contratações.

Adriano revelou que em Dourados há defasagem de até 25 trabalhadores. Em nível nacional, são cerca de 20 mil postos necessitando ser preenchidos. 

Ainda segundo o sindicalista, cerce de 5 mil encomendas e outras 80 mil correspondências – cartas, faturas e outros – estão parados. “Quem precisar com urgência das entregas pode retirar no atendimento das agências” informou Adriano.

Não há prazo determinado para o encerramento das paralisações.



  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9