• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

VÍDEO: Câmera de segurança registra assaltos a moradores de condomínio

As vítimas eram da mesma família


Por Midiamax

Moradores de um condomínio localizado na Rua José Carlos Amaral, no Jardim Tarumã, estão apreensivos com os assaltos realizados no ponto de ônibus em frente do local. A câmera de segurança registrou duas ações dos bandidos em uma semana. As vítimas são da mesma família.

Um dos moradores do condomínio contou que pela frequência em que esse tipo de ação acontece no bairro, foram instaladas câmeras de segurança na área, que acabou registrando os assaltos. “Agora, com o sistema de vigilância temos conseguido registrar as ocorrências”, disse.

Conforme o morador, é comum a presença de usuários de drogas na região. “Nossa região do Tarumã, está feia com o aumento de usuários de drogas, são muitos mesmo”, contou. A câmera instalada no residencial registrou dois assaltos no mesmo local. Um aconteceu há uma semana exatamente, no dia 22 de fevereiro. Nesta quinta-feira (1º), outra vítima foi surpreendida pelos bandidos.

A vítima do primeiro assalto é uma moradora do condomínio, de 39 anos, que estava esperando a carona de um colega de trabalho quando foi surpreendida por um homem em uma motocicleta. “Eu estava esperando uma carona. Como é bem em frente do condomínio, eu fiquei ali”, lembrou.

Apesar do susto, o prejuízo não foi maior porque na bolsa levada pelo homem havia apenas seu uniforme de trabalho. Conforme a moradora, ela mora há 4 anos no condomínio e nunca tinha passado por uma situação semelhante, porém, com o registro da câmera, ficou sabendo de relatos de outras vítimas. “Depois que apareceu o vídeo, começou a aparecer pessoas falando que já foram assaltadas no ponto de ônibus”, disse.

No início desta tarde, a mesma câmera registrou o assalto de sua filha de 14 anos, que voltava do colégio e foi abordada por uma dupla, no ponto de ônibus. Os bandidos levaram sua mochila com seu material escolar, celular dela e de um amigo. Conforme a mãe, o homem estava armado e chegou a disparar contra a adolescente. “Só não pegou nela porque ela se assustou. Ele atirou no chão e ia pegar no pé dela, mas ela pulou na hora”.


COMENTÁRIOS


  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10