• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Maior fornecedor de fuzis para o Brasil é preso nos Estados Unidos

Frederick Barbieri ganhou o título da Polícia Civil após enviar uma carga de 60 armas


Jornal do Brasil

Barbieri foi acusado de enviar ao Brasil uma carga de aquecedores de piscina lotada de fuzis

Maior traficante de armas do Brasil, de acordo com a Polícia Civil, Frederik Barbieri foi preso na madrugada deste sábado (24) em sua casa, na Flórida. Brasileiro radicado nos Estados Unidos, Barbieri foi preso por agentes do Serviço de Imigração e Alfândegas dos EUA (ICE). A polícia americana também conseguiu barrar o envio de 40 fuzis para o Brasil.

Em maio do ano passado, Barbieri foi acusado de enviar ao Brasil uma carga de aquecedores de piscina lotada de fuzis. Foi a maior apreensão de armas em 10 anos, o que levou investigadores a considerarem Barbieri o maior traficante de armamento do país. 

A carga estava escondida em um contêiner com fundo falso - cada aquecedor guardava oito fuzis. Ao todo havia três modelos dessas armas: 45 eram AK-47; 14, AR-10; e um, G-3.

Parte dos fuzis seria entregue a traficantes localizados na favela da Rocinha, e de acordo com a polícia, algumas comunidades de São Gonçalo. 

Frederik Barbieri é conhecido como Senhor das Armas e tinha dois mandados de prisão no Brasil: um da Justiça Federal da Bahia, por tráfico de munição, e outro pela Justiça Federal do Rio de Janeiro, pelo envio de um carregamento de 60 fuzis, avaliados em R$ 4,2 milhões, apreendido no aeroporto do Galeão no dia 1º de junho de 2017.

O fuzil AK-47 é o preferido pelos criminosos porque não exige manutenção e é mais resistente. Já o AR-10 é mais moderno e equipa agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Novas, mas com numeração raspada para dificultar o rastreamento, as armas haviam chegado de Miami em dois voos. Na ocasião, quatro homens foram presos preventivamente acusados de envolvimento com o caso.



  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9