• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Eleitorado de MS cresce e maioria tem ensino fundamental incompleto

Mulheres representam 52,46%


Por Midiamax

Em dois meses Mato Grosso do Sul registrou aumento de mais de 11.200 mil eleitores, segundo dados do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral). Agora, os votantes somam 1.878.424 pessoas, sendo que 52,46% são mulheres, conforme atualização dos dados eleitorais realizada no último dia 31.

No geral do eleitorado sul-mato-grossense, 31,1% têm ensino fundamental incompleto, 18,3% ensino médio incompleto e 16,4% completo, 9,5% lê e escreve, 8,4% têm ensino superior completo e 5,2% incompleto e 4,1% são analfabetos.

Os jovens e adultos predominam, a maioria – 21,7% - tem entre 25 e 34 anos. Logo depois vem os que de 35 a 44 anos somando 20,5%, seguido pela faixa etária de 45 a 55 anos que representa 18,8% e 56 a 69 anos com 15,6%. Não muito longe, com 14,3%, estão os eleitores entre 18 e 24 anos.

Com mais de 70, que não são obrigados a votar, são 7,8% do total e, por fim, 0,9% tem de 16 a 17 anos, idades em que o voto também é facultativo.

Capital

Campo Grande concentra 610.365eleitores, representando aumento de 1,2% se comparado aos dados de dezembro de 2017. Destes, 53,8% são mulheres. O cenário é basicamente o mesmo em relação ao Estado quando o assunto é escolaridade e faixa etária.

A maioria dos eleitores da Capital tem ensino fundamental incompleto e ensino médio completo ambos com 22,8%, ensino médio incompleto (17,2%), superior completo (14,7%), superior incompleto (8,6%), fundamental completo (7,4%), lê e escreve (4,5%), analfabeto (1,6%).

Sendo que 21,9% têm entre 25 e 34 anos, 21% entre 35 e 44 anos, 19,1% entre 45 e 55 anos, 15,9% entre 56 e 69 anos, 13,6% entre 18 e 24 anos. Idosos com mais de 70 anos, que não são obrigados a votar, somam 7,5% e adolescentes entre 16 e 17 anos, que também votam de forma facultativa, representam 0,8%.



  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10