• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Sinistros pagos por DPVAT têm queda de quase 20% em MS


Dourados News

O número de sinistros pagos pelo DPVAT -Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres-  apresentou queda em Mato Grosso do Sul no período de um ano. De acordo com levantamento divulgado pelo relatório anual seguradora Líder- DPVAT, em 2016, foram ao todo 9.396 seguros pagos no Estado, enquanto em 2017, foram 7.454, ou seja, uma queda de cerca de 20%. 

Já a nível nacional, a realidade é outra. O número de indenizações pagas para vítimas fatais no trânsito brasileiro cresceu 23%.Segundo os dados, em 2017, mais de 380 mil indenizações foram pagas nos três tipos de cobertura oferecidas pelo DPVAT: morte, invalidez permanente e despesas médicas. Ainda que expressivo, o número é, aproximadamente, 12% menor do que o registrado em 2016, com cerca de 430 mil indenizações pagas. No recorte somente por invalidez permanente, por exemplo, os dados também registram queda, desta vez, de 18% em relação ao ano anterior.


 
Em relação ao perfil das vítimas, os homens representam 75% das indenizações pagas por acidentes no país. A faixa etária entre 18 e 34 anos, um extrato importante da população economicamente ativa, concentra 49% das indenizações pagas. Quando avaliado por cenários regionais, a mesma tendência se repete em praticamente todos os estados.


 
Outro recorte que merece destaque é o dos acidentes com motocicletas. De acordo com o relatório, três em cada quatro indenizações do Seguro DPVAT estão relacionadas a veículos sobre duas rodas. Apesar de representarem 27% da frota nacional, as motos são responsáveis pelo maior número de acidentes e de vítimas, acumulando 285.662 sinistros ou 74% das indenizações pagas em 2017.


 
Em alguns estados, o número de vítimas de acidentes com motocicletas chega a ser 10 vezes maior do que o registrado com carros, como é o caso do Ceará. 88% das indenizações por morte em acidentes com motocicletas foram para vítimas do sexo masculino. No caso de acidentes de motos que resultaram em sequelas permanentes, 79% das indenizações também foram para vítimas do sexo masculino.


 
O Seguro DPVAT representa uma proteção importante aos mais de 200 milhões de cidadãos em caso de acidentes de trânsito em todo o território nacional, seja ele motorista, passageiro ou pedestre, sem considerar a responsabilidade sobre o acidente. O Relatório Anual Seguradora Líder-DPVAT 2017 contribui para dimensionar a extensão dos danos causados pela violência no trânsito em todo o país, bem como progressos alcançados pela educação e conscientização de motoristas.

Em relação a mortes, o destaque fica com São Paulo que, seguido por Minas Gerais e Ceará, figura no topo da lista dos estados com maior número de sinistros pelo segundo ano consecutivo. 


COMENTÁRIOS


  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9