• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Rapaz que atirou na namorada é preso e diz que tapa na cara motivou o crime


Por Midiamax

Após denúncia anônima o Batalhão de Choque da polícia Militar prendeu na noite desta sexta-feira (27) Adalmir Lopes Torres, de 23 anos. Ele é suspeito de atirar na cabeça da namorada, uma adolescente de 16 anos, após discussão na noite de quinta-feira (25), no Bairro São Jorge da Lagoa, em Campo Grande. À polícia, o autor afirmou que atirou na menor de idade depois de supostamente a vítima ter lhe dado um tapa na cara.

De acordo com informações do Choque, Adalmir estava na casa da irmã, em uma área rural às margens da MS-080 na Capital. Com ele, os militares encontraram um revólver calibre 38, usado no crime, e três munições intactas.

Para os policiais o suspeito disse que atirou na cabeça da namorada porque ela teria dado um tapa na cara dele. Depois do crime, ele contou que fugiu em uma moto até a fazenda onde moram a irmã, cunhado e sobrinho.

Adalmir já tem passagens pela polícia por um homicídio em 2012 e outro no ano de 2013. Agora, vai responder por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Depac ( Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Após cirurgia, adolescente segue internadana CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa.

Caso

Briga entre casal de namorados acabou com uma adolescente de 16 anos ferida a tiros na cabeça pelo namorado de 23 anos, na noite desta quinta-feira (25), no Bairro São Jorge da Lagoa, em Campo Grande. O autor fugiu.

Informações preliminares são de que a adolescente estava na casa d e um vizinho na companhia do namorado e mais seis pessoas, entre elas uma amiga e outra rapaz, quando teria começado uma discussão entre os namorados por ciúmes do outro jovem que estava na residência, por volta das 23 horas.

Durante a discussão, o rapaz de posse de um revólver efetuou um disparo contra a cabeça da menina. O tiro acertou a testa da adolescente, que foi levada para a Santa Casa da Capital. A garota é moradora da cidade de Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande.



  • Pax Primavera10
  • Dinâmica e solução tecnologias9