• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

'Data histórica', decreta Azambuja ao sancionar lei que torna Perpétuo Socorro padroeira do Estado


Por Dourados News

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro se tornou padroeira de Mato Grosso do Sul. A oficialização da Igreja Católica como “protetora” do Estado ocorreu nesta quarta-feira (27), em cerimônia no Santuário que fica na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande.

Autoridades civis e eclesiásticas participaram do ato, comemorado por milhares de fiéis. “É uma data história para o Estado e uma alegria muito grande, para mim, sancionar a lei que torna a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro a padroeira e protetora de Mato Grosso do Sul”, comunicou Reinaldo Azambuja.

Diz a história que cristãos deram o nome de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro para Maria, mãe de Jesus, como forma de homenagem e agradecimento pela constante e perpétua atenção com a humanidade. Para a Igreja, o nome significa socorro eterno, de mãe que jamais abandona os filhos. Para a aposentada Maria de Jesus, de 72 anos, é a mãe “que abençoa todos aqueles que confiam nela”. “Ela me salvou de um acidente, quando precisei e gritei o nome dela fui salva de um atropelamento. Já recebi muitas bençãos em horas difíceis”, revelou.

Reitor do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo, o padre Dirson Ferreira Gonçalves revelou a satisfação de ver a santa como padroeira do Estado. “As novenas recebem pessoas de várias regiões de Campo Grande e até de outros municípios. É algo quase cultural. Ficamos muito felizes que a Mãe do Perpétuo Socorro, Nossa Padroeira, possa estar protegendo toda nossa população”, declarou. Segundo ele, o Santuário foi erguido como igreja em 1939, ganhando o título de santuário em 1999.

Lei

A Lei n° 210/2017, de autoria do deputado estadual Paulo Siufi, instituiu a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro como padroeira de Mato Grosso do Sul, acrescentando o dia 27 de junho, como data festiva de honras, no Calendário Oficial de Eventos do Estado. A data não será de feriado estadual. “É uma justa homenagem. Mato Grosso do Sul era o único dos 27 estados que não tinha uma padroeira, e a partir de agora, com a sanção do governador Reinaldo Azambuja, nosso Estado passa a ter Nossa Senhora do Perpétuo Socorro como padroeira”, falou o deputado Paulo Siufi. Outros 15 parlamentares são coautores da proposta de lei, entre eles o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Junior Mochi.

Dados da Igreja revelam que o Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campo Grande, é o que mais realiza novenas no mundo inteiro: 18 todas as quartas-feiras, atraindo 25 mil pessoas por dia. Em Mato Grosso do Sul, a santa também é padroeira de cinco municípios: Antônio João, Bodoquena, Caracol, Itaquiraí e Sete Quedas.

Também participaram da solenidade os deputados estaduais Beto Pereira, Cabo Almi, Eduardo Rocha, Enelvo Felini, Felipe Orro, Márcio Fernandes e Onevan de Matos; os secretários estaduais de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, e de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis; e o diretor-presidente da Rádio e TV Educativas, Bosco Martins, além de vereadores e autoridades municipais de diversos municípios de Mato Grosso do Sul.



  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10