• Câmara Municipal2
  • Dinamica3

Saiba qual é o melhor horário para compras na Black Friday

Faltando pouco para o dia de promoções na internet, veja recomendações


bemparana

De grande tradição nos Estados Unidos, a Black Friday também caiu no gosto dos brasileiros, tornando-se uma das maiores e melhores datas para compras, principalmente nas lojas virtuais.

Por aqui, ocorre sempre na última sexta-feira de novembro, logo, este ano acontecerá no dia 24, a próxima sexta-feira. Para aproveitar a data comprando aquilo que tanto deseja, com descontos realmente vantajosos, um dos segredos é ter paciência e seguir as dicas abaixo, preparadas pela área de Serviços ao Consumidor da Boa Vista SCPC.

Um dos principais é o horário para as compras. Muitos reclamam que encontram dificuldade para acessar determinado site ou que o produto desejado não está esgotado, e se frustram.

Por isso, se for possível, use as primeiras horas da Black Friday. As lojas online costumam atualizar suas páginas na virada de quinta para sexta-feira. Além disso, produtos com maiores descontos (e mais concorridos) não costumam durar muito. Tente aproveitar esse horário.

Neste ano, o portal BlackFriday.com.br, idealizador do evento de desconto no e-commerce brasileiro, estima que a arrecadação de R$ 2,2 bilhões, número recorde. Isso representa um crescimento de 19% em relação ao ano anterior. A Black Friday chegou à constatação após realizar um questionário online com 1.800 internautas no mês de outubro.

Comprar produtos durante a promoção é uma intenção de 87% dos consumidores brasileiros em 2017, de acordo com levantamento do Ibope Inteligência em conjunto com o Google.

A intenção de compra é menor que no ano passado, quando 89% dos respondentes diziam pretender comprar algo na data.

Lista suja


O Procon-SP divulgou na semana passada uma “lista suja” com as lojas que devem ser evitadas pelo consumidor.

No total, são 518 estabelecimentos. A lista foi atualizada no dia 10 de novembro. Há reclamações diversas que ficam como alerta aos consumidores: desde fretes muito caros até atraso nas entregas, além de produtos danificados ou que divergem do anunciado.

Todas as lojas da lista foram notificadas sobre os problemas e, mesmo assim, não ofereceram solução aos casos ou não foram encontradas.

Para acessar a lista, consulte este endereço na internet: http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php.

Consumidor atento

De madrugada é melhor: as lojas online costumam atualizar suas páginas na virada de quinta para sexta-feira. Além disso, produtos com maiores descontos (e mais concorridos) não costumam durar muito. Tente aproveitar esse horário

Segurança: prefira comprar em sites seguros que possuam o cadeado verde na barra de endereço do navegador. Um ótimo exemplo é o próprio site www.consumidorpositivo.com.br, mantido pela Boa Vista SCPC. Ao acessá-lo, você verá logo no início da barra de endereço que existe um cadeado. Preste atenção também para evitar sites falsos que imitam os verdadeiros

Cupom nunca é demais: alguns sites oferecem cupons que podem ser usados nos produtos em promoção na Black Friday, ou seja, o desconto é ainda maior. Geralmente, você recebe esses cupons por e-mail ao se cadastrar nesses sites. Vale a pena acompanhar e utilizá-los.

Atenção ao pagamento: antes de finalizar a compra, veja se as condições de pagamento, prazo de entrega e política de trocas estão dentro de suas expectativas. Depois de concluir a compra, guarde comprovantes, número do pedido e código do rastreio

Pesquisar é preciso: a Black Friday pode parecer que ainda está longe de acontecer, mas o quanto antes você começar a ver os preços dos produtos que deseja comprar, melhor. Uma boa sugestão é usar sites que comparam o valor de um produto em diversas lojas online ao mesmo tempo

Controle-se: você verá promoções por todos os lados e a vontade de comprar imediatamente vai ser grande, afinal parecerá tudo muito vantajoso. Tome cuidado para não comprar por impulso, ou seja, antes de finalizar a pesquisa, e para não passar dos limites! Faça uma lista de compras que caiba no seu bolso e foque nela. O planejamento financeiro é fundamental.

Preços em queda no e-commerce

Os preços do comércio eletrônico no País recuaram 4,31% em outubro na comparação com o mesmo período de 2016, décimo primeiro mês consecutivo de queda, de acordo com a medição do Índice Fipe Buscapé. Em relação a setembro de 2017, os preços registraram queda de 0,44%.

Dos dez grupos monitorados pelo índice, seis apresentaram redução em outubro. São eles: telefonia (-16,13%), fotografia (-7,84%), moda e acessórios, (-5,53%), eletrônicos (-0,54%), informática (-2,46) e esporte e lazer (-0,34%). Na contramão, registraram expansão nos preços: brinquedos e games (5,18%), cosméticos e perfumaria (1,24%), eletrodomésticos (1,57%) e casa e decoração (0,98%).

Por meio de nota, o Buscapé estimou que, considerando a Black Friday em novembro, data conhecida pelos expressivos descontos oferecidos pelo comércio eletrônico, a expectativa é que no mês se mantenha a tendência deflacionária e o ano de 2017 fique marcado por sucessivas quedas nos preços.


COMENTÁRIOS


  • Dinâmica e solução tecnologias9
  • Pax Primavera10