• FB22
  • Dinamica108
  • Leo Lanches65

PUBLICIDADE
24/04/2016 13h19 - Atualizado em 24/04/2016 22h58

Operação Rescaldo na Política de Laguna não é Coisa de Bombeiros

Não acredito numa política morna, acredito sim em fogo represado, nestes dias de suposta calmaria na política lagunense

Laguna Informa


Operação Rescaldo é coisa de bombeiro, na política o fogo apenas se retrai.

Estamos em dias de rescaldo político em Laguna Carapã, nos bastidores, como brasas de um incêndio, aparentemente dominado, tudo continua muito quente, mas o que nós eleitores estamos enxergando é apenas fumaça para acreditarmos que estamos vivendo tempos novos.

 

Estamos, mesmo, é vivendo tempos muito estranhos, nunca antes uma eleição municipal vai acontecer num clima político tão instável, nacionalmente falando, e claro que esse contexto marcado por denúncias, impeachment, roubalheira e partidos políticos fragilizados, pelo menos, os mais dominantes em nossa cidade, sem exceção, estão todos muito arranhados. Ainda que o nosso voto seja em pessoas, pessoas estão inseridas em sistemas e seus interesses transitam além das comunidades locais.

 

Por causa disso e por causa das decisões tomadas até aqui, como se fosse um pacto inconsciente ou não, nossos políticos resolveram dar um tempo. Vejam o que temos no cenário. Aqueles que temeram que o quadro político nacional os afetasse e pularam do barco, estão quietos porque precisam aprumar um discurso de que não foram como ratos fugindo de uma embarcação à deriva que pode afundar a qualquer momento, melhor construírem o pensamento de que foram traídos, não sabiam que ia dar nisso tudo e que decidiram não trair suas convicções e o povo, reorganizar esse caminho leva mesmo algum tempo. Primeiro é preciso deixar a população absorver a mudança partidária.

 

Outras alianças estão muito patentes de que foram formadas na expectativa de que Laguna Carapã volte a se aconchegar em antigos braços, como uma dama que não tem como se libertar, como que movida pelas mesmas paixões de sempre, ela tem dois senhores e que agora já está novamente carente e desejosa por cheiros e sensações de gestões anteriores. Alguns fizeram apostas muito altas neste projeto, estão inclusive arriscando senão suas próprias estabilidades, a de um sem número de pessoas ligadas a eles, como jogadores de cassino, não lhes foi dado o espaço devido e por isso estão apostando tudo nas fichas azuis.

 

Mas calma, não terminou, o que aconteceria com os órfãos destas alianças? Estas estão divididas entre os que muito rapidamente voltaram a ser cortejados, estão aproveitando o Pé de Soja Solteiro para firmar de vez a reconciliação, haviam dado um “pitizinho” porque sentiam-se desconsiderados, mas já está tudo bem, alguns, tais quais relacionamentos desta natureza, nem receberam muita coisa, apenas promessas e já rolou de novo. Mas, surpreendentemente, desde a nossa última conversa, nem todos foram reconquistados ou atraídos para o outro lado, uns porque não representam mesmo perigo para nenhum dos lados e estes já podem pensar nas sobras ou na prostituição aberta de seus votos, outros, porém, demonstram que as colisões foram sérias, vai ser difícil cooptá-los, virão fortes como candidatos independentes e farão muita diferença no contexto geral desta eleição, podem, inclusive, dificultar a formação da maioria da Câmara de Vereadores na próxima gestão.

 

Leitor querido, temos uma operação rescaldo articulada, mas longe de ter apagado as chamas que se formaram nos períodos das alianças. Ninguém esperava pelo sossego da oposição, no entanto isso não significa imobilidade. Até parece que nossos artigos têm sido lidos, havíamos levando a questão de que havia muita conivência e frouxidão com as articulações que vinham sendo formadas nas barbas do poder, pois bem, o contra-ataque veio, uma reforma administrativa encerrada, você acompanhou e nós adiantamos que, por enquanto tem cara de enxugamento da máquina, mas que não deixa de ser trunfo, pois as peças não foram repostas de imediato na engrenagem administrativa. Além do mais, a vitória da atual gestão sobre levantes da oposição relacionados, principalmente, às indicações não respondidas, concurso e gestão de verbas públicas obrigaram-na a recuar, temporariamente. Temos visto, inclusive, seus componentes numa mesma foto assinando intenções de mais recursos para Laguna Carapã, não estou dizendo que isso seja ruim, apenas considerando que, ainda que trazidas por ele, o fato disso não poder ser instrumento de desqualificação da atual gestão, representa um prejuízo político grande.

 

Te convido, leitor, a continuar atento a tudo e a todos, operação rescaldo é coisa que cabe apenas às práticas dos reconhecidíssimos e respeitadíssimos bombeiros de nossa nação, na política, o fogo só é manejado para definir melhor de que lado será posto o combustível que vai queimar com mais força e se alastrar com mais velocidade.





Comentários



Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Laguna Informa. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Laguna Informa poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.


enquete

Quem será o campeão do Brasileirão 2017?

  • Corinthians - SP
  • Palmeiras - SP
  • Santos - SP
  • Grêmio - RS


PUBLICIDADE
  • Pax Primavera102
  • Dinâmica e solução tecnologias103
PUBLICIDADE PUBLICIDADE